Publicado em Contos, O que danado for, Poemas

Aqui, nessa mesa de bar…

Fonte: Tumblr
Fonte: Tumblr

Se eu andar sempre na contramão
Talvez, uma hora, não haja mais chão
Pra eu andar.
E não seria maravilhoso?
Caminhar totalmente sozinho?
Sem falsos compreensivos
a me importunar?
Queira Deus, e Hades e Krishna,
que esse dia chegue
antes que meus olhos fechem
e meu coração, se canse de cantar
Porque, veja bem, minha vida foi muito sofrida
e, apesar de toda essa bebida,
não há calor que mate minha solidão.

Anúncios

Autor:

Minha profissão é mentir sobre tudo bem o suficiente para que vocês acreditem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s