Sonho impossível

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você nunca sabe se é a maldição de alguém
O esboço de canto de página
A figura de canto de olho
que some perante olhares fixos

 

Você nunca sabe se é a palavra que engasga gargantas alheias
Sufocando confissões da meia-noite
Porque o álcool ainda não permitiu a fuga da verdade sorrateira

 

Você nem desconfia do que o coração do outro esconde
Por trás de sorrisos envergonhados e mãos trêmulas

 

Você pode ser o sonho impossível de alguém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s