Um sol na manhã de inverno

fantasma de carne e sangue

andei pelo vazio que você deixou

permitindo-me existir

apesar da sua ausência

Porque vinculei-me a sua existência?

Preciso me lembrar de quem eu era

antes de saber como é

amar você

 

Deixe-me ser

2 comentários em “Um sol na manhã de inverno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s