Sonho impossível

                      Você nunca sabe se é a maldição de alguém O esboço de canto de página A figura de canto de olho que some perante olhares fixos   Você nunca sabe se é a palavra que engasga gargantas alheias Sufocando confissões da meia-noite Porque o […]

Leia mais Sonho impossível

Genética

  Ontem foi o aniversário da minha bisavó. Ela fez noventa anos. Quase um século de histórias, de conhecimentos, de anedotas. Eu não conheço um quinto do que ela viveu. Duvido que alguém conheça metade. Eu fui uma criança muito estranha, isso não posso negar. Entre as coisas que me preocupavam, constava na lista o […]

Leia mais Genética

Sunrise

E quando o relógio sinalizou doze horas, mil sinais de alarme soaram na minha cabeça. O impulso de sair correndo dominou-me, mas meus joelhos estavam fracos demais para me sustentar. Portanto, permaneci sentada, olhando nos seus olhos, ouvindo o que você tinha a dizer. Eram só ilusões, eu sabia. Fogos de artifício que só serviam […]

Leia mais Sunrise

A Carta Amarela

Mais um conto encontrado na gaveta esquecida! Às seis horas da manhã, já todos acordavam. A pequena rua tornava-se barulhenta, com o vai-e-vem costumeiro de pessoas indo à feira. Era quarta-feira, afinal. Os legumes estavam fresquinhos. Na pequena casa de número 668, os portões já estavam sendo abertos por uma velha de nome Adelaide. Era […]

Leia mais A Carta Amarela

Soneto de um amor platônico

Essa semana fiz uma limpeza nos papeis que guardava a muito tempo numa caixa no fundo do meu armário, e qual não foi a minha surpresa em encontrar textos há muito esquecidos e que mereciam serem postados aqui. Esse abaixo é o primeiro que achei que valia a pena postar, um soneto para alguém por quem […]

Leia mais Soneto de um amor platônico