Aqui, nessa mesa de bar…

Se eu andar sempre na contramão Talvez, uma hora, não haja mais chão Pra eu andar. E não seria maravilhoso? Caminhar totalmente sozinho? Sem falsos compreensivos a me importunar? Queira Deus, e Hades e Krishna, que esse dia chegue antes que meus olhos fechem e meu coração, se canse de cantar Porque, veja bem, minhaContinuar lendo “Aqui, nessa mesa de bar…”