Wave

Ainda da sessão “redescoberta de antigos textos”, segue um pequeno conto que escrevi para o CALL, curso que frequentava na época. Maria, Volto a escrever-te com uma pena de saudade na mão, molhada no etéreo tinteiro de lembranças. Escutava aquela velha música “Wave”, que tanto marcou o nosso namoro. Na época, eu, um jovem adolescenteContinuar lendo “Wave”